14 de setembro de 2017

Adoção Tardia - Profissão Repórter





O programa "Profissão Repórter", da Rede Globo, tratou sobre o tema Adoção Tardia.

Clique aqui e confira o programa (13/09/17) na íntegra.

Para acessar Nascidos do Coração no Facebook, clique aqui.

12 de setembro de 2017

Especial - Passo a Passo para Adoção

Como dar início ao processo de adoção? Terá entrevista com assistente social? Levarei meu filho para casa assim que conhecê-lo?

Confira nosso especial "Passo a Passo" da adoção. ❤





▪ 1º Passo - Querer Adotar

▪ 2º Passo - Dê Entrada!

▪ 3º Passo - Curso & Avaliação

▪ 4º Passo - Perfil

▪ 5º Passo - Certificação de Habilitação

▪ 6º Passo - Aprovação

▪ 7º Passo - A Chegada

▪ 8º Passo - Ação da Adoção

9º Passo - Família


Para acessar Nascidos do Coração no Facebook, clique aqui.



11 de setembro de 2017

9º Passo para Adoção


O juiz profere a sentença de adoção e determina a lavratura do novo registro de nascimento, já com o sobrenome da nova família. Existe a possibilidade também de trocar o primeiro nome da criança. Nesse momento, a criança passa a ter todos os direitos de um filho biológico.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Para acessar Nascidos do Coração no Facebook, clique aqui.

10 de setembro de 2017

8º Passo para Adoção



Se o relacionamento correr bem, a criança é liberada e o pretendente ajuizará a ação de adoção.

Ao entrar com o processo, o pretendente receberá a guarda provisória, que terá validade até a conclusão do processo. Neste período, a criança passa a morar com a família. A equipe técnica continua fazendo visitas periódicas e apresentará uma avaliação conclusiva.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Para acessar Nascidos do Coração no Facebook, clique aqui.

9 de setembro de 2017

7º Passo para Adoção



A Vara de Infância vai avisá-lo que existe uma criança com o perfil compatível ao indicado por você. O histórico de vida da criança é apresentado ao adotante; se houver interesse, ambos são apresentados. A criança também será entrevistada após o encontro e dirá se quer ou não continuar o processo.

Durante esse estágio de convivência monitorado pela Justiça e pela equipe técnica, é permitido visitar o abrigo onde ela mora, dar pequenos passeios para que vocês se aproximem e se conheçam melhor.

Esqueça a ideia de visitar um abrigo e escolher a partir daqueles crianças o seu filho. Essa prática já não é mais utilizada para evitar que as crianças se sintam como objetos em exposição, sem contar que a maioria delas não está disponível para adoção.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Para acessar Nascidos do Coração no Facebook, clique aqui.